ESPORTES

AVAÍ DERROTA O VASCO, E MARCELO CABO JÁ SENTE O CHEIRO DA CRISE SE INSTALANDO EM SÃO JANUÁRIO

O VASCO FOI TÃO MAL NO JOGO, QUE O AVAÍ PARECIA O DONO DA CASA. NÃO SE SABE SE ERA A FALTA DO TREINADOR A BEIRA DO CAMPO OU O OUTRO FATOR PARA O MAL FUTEBOL APRESENTADO PELO TIME, QUE PERDEU A SEGUNDA EM CASA E CONTINUA COM O SINAL DE ALERTA LIGADO. 

Texto e imagens: Marco d Moraes

O Avaí derrotou o Vasco dentro de São Januário.  Agora a conversa ainda é suave pois ainda estamos na quarta rodada e temos uma longa temporada pela frente, mas esses pontos podem fazer uma grande diferença lá no final se o time não melhorar e por uma razão ou outra viver o mesmo drama do campeonato passado. Senhores jogadores vascaínos, o sinal de aleta está ligado e não será só a troca de treinador que vai mudar o roteiro é necessário uma mudança de atitude desde agora, ABRAM O OLHO ANTES QUE SEJA TARDE.

A série ‘B’ do Brasileirão, esse ano está bem competitiva e aqueles times que são quase desconhecidos do público querem mostrar que tem condições de jogar com um time muitas vezes campeão e vencer a partida, então tem que aprender e rápido que perder pontos em casa no começo vai fazer falta no final. Os comandados do treinador Marcelo Cabo, que estava suspenso e foi substituído por um auxiliar, fizeram uma partida péssima e mais uma vez viram o adversário passear em seus domínios, onde isso não poderia ocorrer.

O time catarinense estava no Z4, mas com a vitória deixou a incomoda posição e quase que o Vasco foi colocado lá, e o próximo jogo será novamente em S. Januário contra o CRB, que é o quinto colocado na tabela.

VASCÃO HORA DE FICAR ESPERTO

Ricardo marcou mas foi anuladoO Avaí bloqueou o VascoA defesa como sempre não foi bem

Related posts

AS OLIMPÍADAS TERMINARAM MAIS ALGUMAS IMAGENS VÃO FICAR PARA SEMPRE EM NOSSAS RETINAS

Marco Moraes

ARGENTINA CONQUISTA COPA AMÉRICA COM VITÓRIA SOBRE O BRASIL NO MARACANÃ

Marco Moraes

EM SÃO JANUÁRIO, FLUMINENSE VENCEU O CUIABÁ COM UM GOL DE GABRIEL TEIXEIRA E É O SEXTO NA CLASSIFICAÇÃO

Marco Moraes

Comentar